Automotiva
 

FAQ Automotiva

Retrofits de LED

Quais são as possíveis aplicações para os retrofits de LED?

Interior:

  • Luz de teto
  • Luz de leitura
  • luz do painel
  • Luz do porta-luvas
  • Luz da área dos pés
  • Luz do porta-malas

Exterior (off-road somente):

  • Luz de placa
  • Luz de posição
  • Lanterna traseira
  • Luz de entrada na porta
  • Luz de seta

Por que as aplicações exteriores são permitidas para off-road somente?

Até o momento não existe permissão legal para a troca das lâmpadas convencionais por LEDs em aplicações exteriores. As únicas exceções são os equipamentos que já saem de fábrica com LEDs instalados pelo fabricante ou uma substituição de toda a unidade de lâmpada, o que significa um esforço substancial.

Os produtos não têm uma certificação ECE, que é necessária para aplicações exteriores. Produtos sem a certificação ECE utilizados para aplicações exteriores em um veículo levam a uma expiração da licença de operação e da cobertura do seguro.

Em conjunto com outros membros do setor de iluminação, a OSRAM está prestes a definir uma adaptação desta regulamentação ECE para as tecnologias mais recentes.

O computador de bordo exibe uma mensagem de erro sobre uma lâmpada queimada mesmo que ela funcione?

Alguns carros contam com o assim chamado “sistema de detecção de interrupção” para fontes de luz. Este sistema verifica o funcionamento das luzes na forma de impulsos elétricos. Como os LEDs têm um menor consumo de corrente quando comparados às lâmpadas convencionais, o sistema de detecção de interrupção poderá reportá-los como “defeito”.

Se observar este erro em seu veículos, recomendamos o uso da Unidade de Controle LEDriving Canbus da OSRAM.

Faróis de neblina LEDriving FOG

O modelo do meu carro não está incluído na lista de aplicações.

A lista de aplicações do LEDriving FOG contém somente modelos de carros com uma opção “plug and play” incorporada. Uma instalação para carros não listados será possível principalmente por meio de ajustes na montagem e na fiação. Um kit adaptador adicional para outros modelos de carros estará disponível em breve.

Em caso de necessidade de ajuda adicional, não hesite em contatar o Serviço de Atendimento ao Cliente da OSRAM: (automotive-service@osram.com, linha direta: +49 89 62 13 33 22).

A utilização do LEDriving FOG em vias públicas na Europa é legalmente permitida?

O LEDriving FOG é aprovado para uso como faróis de rodagem diurna em conformidade com a norma ECE R87 e como faróis de neblina de acordo com a norma ECE R19. Portanto, a instalação e a operação desses produtos como faróis de rodagem diurna e faróis de neblina são legalmente permitidas na Europa.

Na Europa, existe a estipulação e obrigatoriedade da instalação e operação dos faróis em conformidade com a norma ECE R48. A instalação e conexão em conformidade com a norma ECE R48 são descritas no manual de operação em anexo.

Em caso de necessidade de ajuda adicional, não hesite em contatar o Serviço de Atendimento ao Cliente da OSRAM: (automotive-service@osram.com, linha direta: +49 89 62 13 33 22).

O LEDriving FOG é adequado para veículos com luzes direcionais já existentes?

Favor consultar a desativação da função de luzes direcionais na unidade de controle de seu veículo. Uma operação paralela não é possível no momento.

Em caso de necessidade de ajuda adicional, não hesite em contatar o Serviço de Atendimento ao Cliente da OSRAM: (automotive-service@osram.com, linha direta: +49 89 62 13 33 22).

Existe previsão de mensagens de erro no circuito eletrônico a bordo após a instalação?

O consumo de energia significativamente mais baixo do LEDriving FOG quando comparado, por exemplo, aos faróis de neblina halógenos poderá, em alguns casos, induzir mensagens de erro no circuito eletrônico a bordo (“lâmpadas com defeito”). Como correção, sugerimos as instalação de um resistor de potência adicional. Em muitos casos, a detecção da falha pode ser desabilitada por um especialista..

Em caso de necessidade de ajuda adicional, não hesite em contatar o Serviço de Atendimento ao Cliente da OSRAM: (automotive-service@osram.com, linha direta: +49 89 62 13 33 22).

Faróis de rodagem diurna LEDriving LG (DRL102)

O que posso fazer em caso de problemas gerais com a função de ligar e desligar o farol de rodagem diurna?

Verifique se você tem uma conexão to terminal/ignição

Além disso, verifique se a fiação foi executada de forma apropriada e de acordo com as instruções.

Em caso de necessidade de ajuda adicional, não hesite em contatar o Serviço de Atendimento ao Cliente da OSRAM: (automotive-service@osram.com, linha direta: +49 89 62 13 33 22).

A utilização do LEDriving LG em vias públicas na Europa é legalmente permitida?

O LEDriving LG é aprovado para uso como faróis de rodagem diurna em conformidade com a norma ECE R87 e como faróis de neblina de acordo com a norma ECE R7. Portanto, a instalação e a operação desses produtos como faróis de rodagem diurna e luzes de posição são legalmente permitidas na Europa.

Na Europa, existe a estipulação e obrigatoriedade da instalação e operação dos faróis em conformidade com a norma ECE R48. A instalação e conexão em conformidade com a norma ECE R48 são descritas nas instruções de operação em anexo.

Além disso, é preciso observar as regulamentações nacionais relativas a instalação e operação (como as regulamentações para faróis de rodagem diurna ou registro dos detalhes da documentação do veículo).

Condução com luzes acesas durante o dia

Vale a pena comprar um farol de rodagem diurna?

O consumo de energia dos faróis de rodagem diurna de LED da OSRAM é até 90% menor quando comparado à luz de facho baixo convencional durante o dia. Esta economia é obtida por LEDs muito eficientes e pelo fato que, durante o dia, não sejam acesas luzes desnecessária (luz de placa, lanterna traseira, luz de posição, luz do painel).

Além disso, os faróis de rodagem diurna de LED da OSRAM oferecem uma vida útil muito alta (Tc>5000h; duram a vida útil de um carro) e não gastam a luz de facho baixo.

Este é o motivo pelo qual um farol de rodagem diurna não é bom somente para a sua segurança, mas também compensam financeiramente no longo prazo.

Como os outros países da UE tratam a questão dos faróis de rodagem diurna?

A Comissão Europeia geralmente apóia uma solução uniforme em relação aos faróis de rodagem diurna e decidiu que todos os carros novos deverão estar equipados com DRLs a partir de 2011. Até então, existem regras diferentes nos países.

A visão geral a seguir oferece informações sobre o status atual (Junho 2009, fonte: ADAC - nenhuma responsabilidade é assumida pela correção e inteireza destas informações).

Faróis de rodagem diurna de todas as estações na:

  • Bósnia-Herzegovina
  • República Checa
  • Dinamarca
  • Estônia
  • Finlândia
  • Hungria*
  • Islândia
  • Itália*
  • Letônia
  • Lituânia
  • Macedônia
  • Montenegro
  • Noruega
  • Polônia
  • Romênia*
  • Rússia*
  • Eslováquia
  • Eslovênia
  • Suécia

* em rodovias e fora das cidades

Uso obrigatório de faróis de rodagem diurna no semestre de inverno na:

  • Bulgária (1. Novembro até 31. Março)
  • Croácia (último domingo de outubro até o último domingo de março)

Uso limitado dos faróis de rodagem diurna em (na)

  • Portugal - somente na IP5 de Vilar Formoso a Aveiro

Recomendação de uso dos faróis de rodagem diurna na:

  • França
  • Alemanha
  • Suíça

Proibição do uso dos faróis de rodagem diurna somente na:

  • Grécia (exceto veículos com DRLs automáticos)

Além disso, em alguns países como Croácia, Macedônia, Montenegro, Rússia, Sérvia, Eslováquia e Espanha, é preciso levar lâmpadas de reposição com você. Isto também é recomendado na República Checa, França, Hungria, Noruega, Portugal e Eslovênia. Também nesse caso, kits de lâmpadas sobressalentes para as funções de iluminação fundamentais são muito convenientes.

Não é suficiente dirigir com as luzes de estacionamento acesas em vez do facho atenuado, se eu desejar enxergar melhor durante o dia?

Um não muito claro!

Neste caso, estamos lidando com um aspecto importante de segurança para todos os motoristas, cujo objetivo é serem vistos o mais rapidamente possível durante o dia por todos os outro usuários da estrada. A função da luz de estacionamento é tornar o carro visível à noite para os outros motoristas. No entanto, o farol de rodagem diurna é definido de uma forma muito mais rigorosa e poderosa para garantir a visibilidade em todas as situações. A luz emitida pelas luzes de estacionamento é de longe não suficientemente intensa para imitar esta função; somente o facho atenuado é adequado para esta função.

A propósito: dirigir com os faróis de neblina acesos durante o dia e sem impedimento real da visibilidade é proibido em quase todos os países da UE!

Existe um maior risco à segurança para motociclistas por causa do farol de rodagem diurna?

O farol de rodagem diurna tem sido limitado para motociclistas até agora para fornecer a eles melhor proteção por meio de melhor visibilidade. Este é o motivo pelo qual algumas vozes têm se levantado por pessoas preocupadas se a introdução do farol de rodagem diurna levaria a uma deterioração da situação atual.

Este raciocínio supõe que o uso do farol de rodagem diurna por carros e caminhões diminui a percepção dos veículos de duas rodas, prejudicando a visibilidade precoce destes veículos. Pesquisa extensiva, conduzida na Baixa Saxônia, por exemplo, tem mostrado que um uso ampliado do farol de rodagem diurna oferece segurança adicional a todos os usuários de estradas. É um fato comprovado que um veículo com luzes é sempre percebido mais rapidamente pelo olho humano do que um veículo sem elas. Isto significa que motociclistas agora também podem ver os outros usuários das vias mais cedo e isto constitui uma vantagem que pode ajudar a evitar muitos acidentes de moto.

O que é decisivo: todos enxergam melhor, ninguém mais é visto de forma pior que antes. Além disso, especialmente os usuários mais frágeis das vias (como pedestres e veículos de duas rodas) são capazes de perceber os perigos (carros) mais rapidamente.

Por que eu devo usar um farol de rodagem diurna?

Ao dirigir com o farol de rodagem diurna, você aumentará sua própria segurança e reduzirá consideravelmente seu risco de acidentes. 50% de todas as pessoas envolvidas em acidentes de carro (até 80% das quais tiveram um acidente em um cruzamento) afirmam que não viram de jeito algum ou não viram em tempo o outro veículo. Os motoristas que usam o farol de rodagem diurna definitivamente enxergam melhor. De acordo com um estudo da UE, mais de um milhão de sinistros cobertos por seguro relacionados a acidentes poderiam ser evitados em toda a Europa com a condução de veículos utilizando faróis de rodagem diurna. Este número significaria 155.000 pessoas a menos feridas e 5.500 menos mortes nas estradas.

Lâmpadas revestidas super brancas

Quais são as vantagens das lâmpadas COOL BLUE INTENSE da OSRAM?

Além do apelo visual especial de uma lâmpada COOL BLUE INTENSE no farol, uma aparência que muitos motoristas apreciam, a lâmpada halógena de farol também oferece melhorias fotométricas quando comparada às lâmpadas padrões.

No entanto, não na mesma extensão que as lâmpadas da linha SILVERSTAR 2.0, que fornecem até 60% mais luz, ou ainda melhor, as lâmpadas NIGHT BREAKER UNLIMITED com até 110% mais luz na via.

Para obter uma cor super branca na frente do veículo, a OSRAM também oferece as lâmpadas de luz de estacionamento COOL BLUE INTENSE.

Uma versão COOL BLUE INTENSE está disponível para:

Lâmpadas de farol:

  • lâmpadas halógenas H1, H3, H4, H7, H8, H11, H15, HB3, HB4
  • lâmpadas de descarga de gás XENARC COOL BLUE INTENSE D1S, D1R, D2S, D2R, D3S, D4S

Lâmpadas auxiliares:

  • W5W

Qual é a vantagem oferecida pelas lâmpadas OSRAM COOL BLUE INTENSE nas luzes de estacionamento?

A W5W tem um revestimento especial que produz uma temperatura de cor mais alta e, portanto, a impressão de luz azul.

As lâmpadas de luzes laterais COOL BLUE INTENSE dão um toque decorativo às lâmpadas de xenônio XENARC e XENARC COOL BLUE INTENSE da OSRAM , bem como as lâmpadas halógenas de farol COOL BLUE INTENSE para realçar a impressão de cor super branca.

Quais tipos de lâmpadas a OSRAM oferece em uma versão COOL BLUE INTENSE?

As versões COOL BLUE INTENSE ou XENARC COOL BLUE INTENSE estão disponíveis para:

Lâmpadas de farol:

  • Lâmpadas halógenas: H1, H3, H4, H7, H8, H11, H15, HB3, HB4
  • Lâmpadas de xenônio: D1S,D1R, D2S, D2R. D3S, D4S

Lâmpadas auxiliares:

  • W5W

Lâmpadas de farol com maior luminância

Qual é a melhor: NIGHT BREAKER UNLIMITED, SILVERSTAR 2.0 ou COOL BLUE INTENSE?

Tudo depende das necessidades e preferências pessoais. Os motoristas que buscam máximo desempenho e a maior intensidade de luz possível na via à frente tendem a escolher a OSRAM NIGHT BREAKER UNLIMITED com até 110% mais luz que uma lâmpada padrão - ou a linha de lâmpadas SILVERSTAR 2.0 para faróis, oferecendo até 60% mais luz que uma lâmpada padrão.

Os motoristas que preferem bom desempenho, alta visibilidade e alguma coisa um pouco diferente tendem a escolher as lâmpadas da linha COOL BLUE INTENSE da OSRAM.

Obviamente, todas estas linhas de produtos contam com aprovação ECE sem restrições para uso em vias públicas em toda a Europa.

Lâmpadas de luz de seta revestidas

O que a lâmpada DIADEM significa em termos de design e vida útil em serviço?

As lâmpadas DIADEM e DIADEM CHROME oferecem aparências especiais que as lâmpadas de cor âmbar não podem oferecer. Quando apagadas, as lâmpadas parecem ser azuladas ou neutras (como cromado).

As lâmpadas DIADEM proporcionam características de longa vida útil. A vida útil em serviço é até duas vezes maior que aquela das lâmpadas de cor âmbar normais. regular amber bulbs.

Por que a luz de seta OSRAM DIADEM pisca na cor amarela mesmo que ela pareça ser de cor branca leitosa?

Os filtros de interferência especiais fazem com que a luz transmitida tenha uma cor diferente (âmbar) daquela da luz refletida (azulada ou neutra).

As lâmpadas DIADEM DEEP AMBER emitem uma cor âmbar muito saturada. Esta cor âmbar profunda fornece maior contraste com a luz diurna.

Lâmpadas de farol de xenônio

Quais materiais perigosos estão contidos nestas lâmpadas?

A primeira geração das lâmpadas de farol de xenônio (D1 e D2) continham mercúrio (Hg). A segunda geração (D3, D4 e D8) é isenta de mercúrio.

Meu distribuidor afirmou que não é possível efetuar um retrofit com a Xenon HID em meu carro, apesar de haver muitos carros com lâmpadas de xenônio nas vias que não saem de fábrica com a HID. Posso eu mesmo substituir os faróis existentes por uma versão de xenônio?

Você não pode substituir um farol halógeno por um sistema Xenon HID por sua própria conta.

As lâmpadas de xenônio são aprovadas somente para uso em faróis de xenônio dedicados. A troca de uma lâmpada halógena por uma lâmpada de xenônio é rigorosamente ilegal e o uso em vias públicas leva ao cancelamento da licença de operação do veículo e perda da cobertura do seguro.

Qual é a vantagem de um sistema de iluminação XENARC quando comparado aos faróis halógenos?

Um sistema de iluminação XENARC fornece mais luz e uma iluminação muito mais intensa da via quando comparada a um sistema halógeno. Ele oferece vida útil em serviço mais longa e maior eficiência em comparação com a iluminação halógena.

TRUCKSTAR PRO

Como foi tecnicamente possível combinar 100% mais luz com vida útil em serviço 100% mais longa em uma única lâmpada?

A tecnologia de filamento único (‘single-coil’) da OSRAM é o segredo da linha TRUCKSTAR. Até agora, as limitações físicas faziam com que as lâmpadas de 24 V fossem sempre equipadas com duplo filamento. As lâmpadas de duplo filamento apresentam desvantagens importantes em termos de densidade de luz homogênea e até mesmo de distribuição de calor no filamento. Isto leva a reduções significativas na distribuição de luz e na vida útil em serviço.

Após pesquisa e desenvolvimento intensivos, a OSRAM tem orgulho de se tornar o primeiro fabricante no mundo a oferecer a tecnologia de filamento de filamento único para lâmpadas de 24 V. Ela representa um salto quântico em termos de tecnologia de luz e vida útil operacional. O resultado é um aumento significativo na produção de luz e na vida útil da TRUCKSTAR PRO para a indústria de caminhões e para os seus condutores.

As lâmpadas OSRAM TRUCKSTAR PRO podem ser usadas de forma universal e têm aprovação ECE?

Sim, obviamente, todos os produtos da linha TRUCKSTAR PRO atendem plenamente aos requisitos ECE R37 e foram aprovados para todos os usos. Desse modo, agora é possível substituir suas lâmpadas padrões de 24 V pela lâmpada TRUCKSTAR PRO apropriada da mesma categoria, e desfrutar imediatamente da iluminação melhorada e vida útil em serviço estendida.

Também existem lâmpadas de sinalização de direção TRUCKSTAR PRO?

A OSRAM estendeu seu portfólio da TRUCKSTAR PRO com várias fontes de luz para sinalização de direção.

Estas lâmpadas oferecem vida útil em serviço estendida e maior resistência a vibrações em comparação às fontes de luz de sinalização de direção de 24 V.

Lâmpadas de farol de alta potência (W)

A linha OSRAM inclui lâmpadas de farol de “alta potência (W)” como a H4 100/90 W?

Apesar de a OSRAM fornecer todas as suas lâmpadas de farol halógenas em versões de alta potência para mercados selecionados, elas não estão aprovadas para uso em vias públicas. Elas podem ser utilizadas somente em aplicações especiais, como em veículos para uso florestal, agrícola e de mineração, bem como em veículos off-road, como carros de rally. Sua utilização em vias públicas pode fazer com que as autoridades cancelem a licença do veículo e, portanto, sua cobertura de seguro.

Os motoristas que desejam um pouco mais de luz em seus faróis deverão buscar a OSRAM SILVERSTAR 2.0 ou, ainda melhor, as lâmpadas de farol NIGHTBREAKER UNLIMITED. Estas lâmpadas também atendem às exigências legais, porém oferecem luminância até 110% maior na via e facho com alcance até 40 m mais longo (comparadas às lâmpadas padrões).

Lâmpadas para motocicletas

É possível utilizar uma lâmpada, por exemplo, a H7 55W PX26d, que é dedicada para uso em carros, em uma motocicleta?

Sim, é possível, pois em geral, todas as lâmpadas de carros podem ser utilizadas em um carro ou uma motocicleta, se o farol estiver aprovado para estes tipos de lâmpadas. Por exemplo, se o farol estiver aprovado para uso com a categoria H7 ECE, qualquer lâmpada que atenda aos requisitos da categoria H7 na norma ECE R37 e tenha a marcação E, pode ser utilizada para esta aplicação. Existem algumas categorias ECE explicitamente dedicadas para uso em motocicletas, como a S1 e a S2. Como os sistemas de faróis de motocicletas estão expostos a maiores vibrações do que os sistemas de faróis em carros, recomendamos equipar as motos com lâmpadas de farol dedicadas para este tipo de veículo, pois elas foram testadas em termos de resistência à vibração.

Qual é a diferença exata entre lâmpadas de carros e motocicletas?

A diferença é que as lâmpadas de motocicletas estão sendo testadas adicionalmente de acordo com a norma NBR de teste de vibração em Trabalho Pesado (norma IEC 60810). Com este teste tradicional, garantimos que as lâmpadas são capazes de suportar as maiores exigências de vibração das motocicletas.

O que há de tão especial nas lâmpadas de motocicletas?

As lâmpadas estão sendo testadas de acordo com a norma NBR de teste de vibração em Trabalho Pesado (norma IEC 60810). Esta norma simula o ruído de fundo provocado pelo motor e as vibrações causadas pela superfície de rodagem. O perfil deste teste foi desenvolvido por universidades e reflete as condições reais da via.

Generalidades

O que significam as informações contidas na lâmpada?

As lâmpadas automotivas da OSRAM contêm as seguintes informações:

  • OSRAM ou OS indica o fabricante, neste caso a OSRAM.
  • 12 ou 12V, 24 ou 24V indica a tensão nominal, conforme a regulamentação ECE 37.
  • H1, H4, P21W, etc. são as categorias internacionais padrões das lâmpadas padronizadas ECE, por ex. 55W indica a potência nominal de 55 W.
  • E1 indica o país no qual a lâmpada foi testada e aprovada (”1” para a Alemanha).
  • Se a lâmpada contiver a sigla DOT, isto significa que ela está aprovada para o mercado americano (necessário somente para as lâmpadas dos faróis principais - facho baixo e alto).
  • A letra “U” maiúscula indica uma lâmpada com redução de UV em conformidade com os requisitos ECE (por ex. para uso em faróis de plástico). Todas as lâmpadas halógenas da OSRAM atendem a estes requisitos.
  • A marca da aprovação emitida pela autoridade competente (Gabinete Federal de Tráfego Rodoviário em Flensburg no caso de E1) também é exibida e 37R (E1) um número de 5 dígitos ou somente (E1) um número de 3 dígitos (que pode incluir caracteres alfanuméricos). Quase todas as lâmpadas contêm o código próprio do fabricante de forma que o fabricante possa rastrear os lotes de produção

Por causa do tamanho de algumas fontes de luz, pode nem sempre ser possível mostrar todas as informações. Por lei, as lâmpadas aprovadas deverão exibir informações do fabricante, tensão nominal, potência (W), marcas de testes (por ex. E1) e marcações de aprovação.

As lâmpadas auxiliares para o setor automotivo precisam ser padronizadas?

Em geral, as lâmpadas substituíveis na parte externa do veículo deverão estar aprovadas. Além dos faróis, elas incluem as luzes de sinalização de direção, luzes de freio, lanternas traseiras, faróis de neblina, luzes de estacionamento, luzes de ré e luzes de placa. Elas são padronizadas nas regulamentações ECE 37 e 99 (Comissão Econômica da ONU para a Europa). Um dos benefícios da padronização é que as lâmpadas podem ser substituídas pelas mesmas lâmpadas de outros fabricantes.

Outro benefício é que elas não podem ser confundidas com outras lâmpadas, significando que a segurança no tráfego não será prejudicada.

As fontes de luz no interior do veículo não precisam ser padronizadas, porém, na maioria dos casos, elas atendem às especificações de lâmpada e base padrão.

O que B3 e Tc significam em termos da vida útil em serviço das lâmpadas?

Se considerarmos a vida útil em serviço dos produtos que foram projetados para durar um certo tempo, podemos verificar que todos eles têm características de falha iguais ou similares.

Se colocarmos em um gráfico das vidas úteis em serviço das lâmpadas individuais em um papel de gráfico logarítmico especial, o gráfico produzido é denominado como uma “curva de distribuição de Weibull”.

Em um processo de produção estável, obtemos uma linha reta para a vida útil em serviço, na qual podemos observar vários valores de vida útil. Para os seus produtos no setor automotivo, a OSRAM especifica um valor B3, indicando o tempo no qual 3% das lâmpadas testadas apresentaram falha. A OSRAM também especifica o valor Tc (valor característico de Weibull), que indica o tempo no qual 63,2% das lâmpadas apresentaram falha.

Anteriormente somente o valor médio era especificado (vida média), que neste sistema corresponderia a um valor B50 (isto é, o tempo no qual 50% das lâmpadas apresentaram falha). Especificando os valores B3 e Tc será possível ter uma ideia do espalhamento da vida útil em serviço do produto e, desse modo, da qualidade do produto.

Nos EUA, B10 também é fornecido. Este valor pode ser calculado a partir dos valores B3 e Tc.

Meus faróis acumulam condensação interna. Isto é normal, e o que posso fazer para corrigir?

A condução na chuva ou o uso de um lavador com água em alta pressão em um lava rápido pode provocar penetração de umidade nos faróis e esta pequena quantidade de umidade nos faróis não constitui problema de qualidade.

Como isto pode ocorrer durante o período de transição, esta condensação nos faróis pode ser considerada normal. Ela deverá normalmente desaparecer após um curto período como resultado da circulação de ar.

Uma causa comum da condensação nos faróis do veículo é, normalmente, a operação incorreta de um lavador com água em alta pressão ao lavar o veículo. Portanto, recomendamos nunca direcionar os jatos d’água nos faróis e manter uma distância mínima de 30 cm do veículo.

Em caso de necessidade de ajuda adicional, não hesite em contatar o Serviço de Atendimento ao Cliente da OSRAM (automotive-service@osram.com, linha direta: +49 89 62 13 33 22).

Quais mecanismos de falha afetam a vida útil das lâmpadas (halógenas) miniatura incandescentes em aplicações automotivas (lâmpadas com pequenos diâmetros de filamento)?

  • Vibração e choque
  • A temperatura ambiente no farol ou na luminária
  • A alimentação elétrica
  • Corrosão no soquete levando a mau contato entre os conectores do soquete e a lâmpada
  • Outros fatores, incluindo qualidade inadequada ou manuseio deficiente durante o processo de produção pelo fabricante da lâmpada, montador ou fabricante do carro.

Existe alguma lâmpada (halógena) incandescente que dure para sempre?

Não.

As leis da física ditam que não existe tal coisa, como uma lâmpada (halógena) incandescente que possa durar para sempre. Quando a corrente flui através de um filamento, uma parte dele é inevitavelmente vaporizada. Após algum tempo, esta vaporização resulta na queima do filamento.

É possível projetar uma lâmpada incandescente que dure um longo tempo. Entretanto, sempre existe um comprometimento envolvido, pois a eficácia luminosa é reduzida (isto é, a quantidade de luz que pode ser gerada de uma alimentação de entrada particular). O filamento pode ser operado em uma temperatura mais baixa ou é possível usar um filamento mais espesso de modo a levar mais tempo para vaporizar e queimar o filamento.

A segurança é uma consideração importante. As lâmpadas com vida útil extremamente longa podem não atender aos requisitos atuais dos faróis. Pelo fato de que elas não gerariam intensidade de luz suficiente para obter um padrão de facho satisfatório.

Como eu posso obter mais luz na via de forma legal?

A forma mais simples e econômica é trocar as lâmpadas de farol halógenas pela versão correspondente da SILVERSTAR 2.0, ou ainda melhor, da NIGHT BREAKER UNLIMITED. As lâmpadas de farol NIGHT BREAKER UNLIMITED da OSRAM fornecem 110% mais luz na via e um alcance de facho 35 m mais longo (comparado àquele das lâmpadas halógenas padrões).

Outra forma é trocar o conjunto completo do farol por um novo sistema projetado com as lâmpadas de xenônio OSRAM XENARC. Esta opção oferece máxima iluminação para todos os condutores. Pergunte ao seu distribuidor se o seu carro pode ser equipado com estes faróis.

O que é MSCP?

As lâmpadas automotivas para o mercado americano trazem informações diferentes daquelas destinadas ao mercado europeu,. Por exemplo, no mercado americano elas especificam a corrente consumida pela lâmpada, em ampères, ao invés da potência (W) da lâmpada. Da mesma maneira, o fluxo luminoso da lâmpada não é fornecido em lúmens, mas em MSCP, sigla em inglês para “potência luminosa esférica média”.

Para converter de MSCP para fluxo luminoso, a regra prática é que a intensidade luminosa média em MSCP * 4 * π = fluxo luminoso em lúmens..

Qual é a diferença entre tensão nominal e tensão de teste legal?

A tensão nominal é o valor que precisa estar estampado na lâmpada em conformidade com as disposições da norma ECE R37; neste caso, 12V ou 24V.

A tensão de teste, que é também definida na ECE R37, é a tensão para qual a lâmpada é projetada e na qual todos os valores prescritos pelas normas pertinentes deverão ser atendidos.

por exemplo, a tensão de teste é 13,2 V para lâmpadas de faróis, 13,5 V para lâmpadas auxiliares e 28,0 V para lâmpadas em sistemas de 24 V.

As lâmpadas automotivas OSRAM precisam ser recicladas?

Lâmpadas automotivas convencionais, como aquelas para indicadores, luzes de freio, lanternas traseiras e luzes internas, não contêm nenhuma substância nociva ao meio ambiente de modo que elas não requerem nenhuma medida especial para descarte de resíduos. O mesmo se aplica às lâmpadas de farol halógenas.

As lâmpadas de xenônio e as lâmpadas fluorescentes tipo miniature (por ex. em ônibus, iluminação de painel) contêm mercúrio (cerca de um milionésimo de grama por lâmpada) e, desse modo, elas precisam ser levadas para reciclagem.

No caso de “iluminação eletrônica”, os componentes eletrônicos, como conjuntos de controle, precisam ser descartados como lixo eletrônico.

Na Alemanha, a OSRAM participa do Sistema Dual. Portanto, a embalagem dos produtos OSRAM é etiquetada com o símbolo “Grüner Punkt” (Ponto Verde). Estes produtos são descartados em recipientes no Sistema Dual.

Por que as lâmpadas de farol precisam ter baixa emissão de UV?

Cada vez mais os faróis estão sendo fabricados com componentes de plástico para poupar peso e custos. Em especial, quase todas as capas de faróis transparentes nos carros novos atuais são feitas de plástico. O efeito da radiação UV das fontes de luz ou da luz solar sobre plástico transparente está bem documentado. Com o tempo, o plástico fica amarelado e quebradiço e este processo é acelerado pelas altas temperaturas do material.

As lâmpadas com filtro UV da OSRAM atendem às regulamentações da Norma ECE R37 (exceto as lâmpadas para aplicações off-road) em termos dos limites de UV e, portanto, podem ser usadas sem restrições em faróis de plástico.

Esta propriedade é indicada na embalagem com o símbolo “UV FILTER”. A letra “U” poderá ser observada na própria lâmpada. Todas as lâmpadas de farol halógenas da OSRAM são de tipo de filtro UV.